Tudo ao mesmo tempo agora e a tristeza da Globo News

Um trilhão de coisas acontecendo este final de semana. Uma sucessão de notícias de deixar qualquer um meio atordoado:
1) Denúncia do mensalinho do Arruda no Distrito Federal
2) Denúncia (menos divulgada) de corrupção no Governo Estadual de São Paulo (empreiteiras). Operação Castelo de Areia da PF indicou relações estranhas entre Camargo Corrêa e políticos dos últimos governos estaduais paulistas.
3) Texto de César Benjamin na Folha, acusando Lula de ter tentado estuprar um colega de cela quando esteve preso em 1981.

As duas primeiras denúncias atingem diretamente o coração do DEM e o dos tucanos. Arruda, único governador do DEM, gravado a distribuir dinheiro de propina. Não parece bom, não é? A segundo atinge nomes como Walter Feldman, Aloysio Nunes, Gilberto Miranda. Há referências a doações ao “Palácio Band”, à CESP etc. Atinge, portanto, o centro do PSDB paulista.
A terceira ataca diretamente o presidente Lula, acusado, sem mais nem menos, de possível estuprador. O fato do delegado que era responsável por vigiar Lula na prisão negar, do próprio “quase estuprado” negar, do testemunho de todos os presentes na prisão e no tal almoço negarem, enfim, nada disso parece muito relevante para a Folha. Um jornal tem que estar no fundo do poço para dar azo a esse tipo de manifestação. O Estadão, por exemplo, colocou as coisas em perspectiva.
Acho que a Folha tomou a decisão do Obama, ao contrário. Como se sabe, esse mandou avisar à Fox que não a trataria como imprensa, mas como um partido de oposição (não seria preciso fingir). Parece que a Folha resolveu declarar que não trata o governo assunto jornalístico, mas como partido político de oposição.
E isso bem no momento em que aquelas denúncias derivadas da ação da PF atingem o coração da oposição. Parece orquestrado, e deve ser.
Ontem, assistindo o jornal das 10 na Globonews, o tom dos comentaristas era quase fúnebre, ao expor o mensalinho de Arruda. Uma tristeza indisfarçável.
Lembra-me, por contraste, a alegria dos mesmos comentaristas (especialmente o Merval) às vésperas da eleição de 2006, comentando o mensalão do Governo Lula. As denúncias são muito semelhantes, mas o tom, hummm, o tom agora é bem desiludido. Lembro-me bem do Merval comentando a vitória do Lula em 2006: “o problema é que as pessoas não souberam votar”. Acho que a tristeza atual é perceber a contradição. Não deve ser fácil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s