Brinquedos para o nosso tempo

Vemos sempre brinquedos das mais variadas espécies. Uma parte consdiderável deles tem um apelo “violento”: brinquedos de guerra, de heróis de combate, armas, carros de guerra etc. Nada disso é muito supreendente, diria que esses brinquedos tematizam temas universais e, como nos mitos, discursam, com recurso à violência, sem causar muito espanto. Os mitos têm passagens muito violentas, mas não damos muita importância, assim como não ligamos muito quando as crianças brincam de se matar. Lévi-Strauss disse, na entrevista a Didier Eribon, que é como se o pensamento científico tivesse sufocado o pensamento mítico nas sociedades ocidentais. Talvez seja verdade, ou talvez não. Acho que no que se refere ao mundo das crianças, a sociedade ocidental “relaxou” e o pensamento mítico continua operando em paz. De outra forma, seria difícil explicar porque meu filho pode representar um príncipe que assassina dragões a sangue frio numa peça escolar sem me causar estranhamentos (ou porque um caçador pode abrir a barriga do lobo mau e retirar uma vovó que havia sido devorada viva).

Mas nem todos os brinquedos são, digamos míticos. Alguns seriam, talvez, gramscianos: artefatos de construção de um consenso ideológico mesmo. Na minha infância era, definitivamente, o papel do banco imobiliário: aprendíamos a naturalizar a propriedade, a riqueza e uma certa ordem desejada de “ambiente de negócios”. O banco imobiliário é um jogo de naturalização do capital.

Mas as épocas mudam, e agora me deparo com outra ordem de brinquedos, que a princípio, me chocam. São brinquedos de “espionagem”. Entre eles havia uma “escuta móvel espiã”, que é um carrinho com rádio frequência, apropriado para “escutar conversas sem ser percebido”. Parece que as crianças têm que aprender desde cedo a abrir mão da privacidade, nesse novo mundo vigiado e invasivo.

Anúncios

3 comentários em “Brinquedos para o nosso tempo

  1. Ótimo, ótimo, em todos os aspectos!!

    Interessante que já há uns 3 ou 4 anos meu filho compôs uma música com estribilho “Sorria! Você estará sendo filmado…” Gostaria de recomendar algum link onde fosse possível ouvir, mas ele é daqueles que se recicla inteiro a cada ano e não quer que os trabalhos de há pouco continuem circulando – mas essa eu vou ver se consigo fazê-lo ressuscitar, pois é a cada dia mais atual!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s