Desenhos animados e suas malícias

Não é nada raro encontrar desenhos animados ou produções para crianças que trazem consigo um quê de malícia. Há mesmo uma sexualização que não me parece das mais adequadas para crianças (penso no público de crianças ainda não completamete alfabetizadas, até seus, digamos 7 anos).

Há uns anos atrás, os Simpsons apresentaram uma sátira a esse tipo de produção especificamente brasileira. O episódio famoso, que se passa no Rio de Janeiro mostra um Bart Simpson vidrado num programa da Xuxa:

Eu achei a crítica legal, era um americano vendo televisão no Brasil e se assustando com a sexualidade explícita do antigo “Xou” da Xuxa e suas paquitas, que eram um similar das chacretes para crianças.

Mas a crítica inversa é bem pertinente: os longa metragens animados americanos apresentam também um tipo de sexualização que não parece das mais apropriadas às pequenas crianças. Mas talvez sejam menos explícitos que o Xou da Xuxa (ou não, sei lá).  As imagens que me vem a cabeça são, para quem nunca notou, da Sininho:

É ou não é uma coisa assim, meio sexy demais? E se você pensar na história do Peter Pan… três moças (a Sininho, a Wendy e a índia da ilha do Nunca) disputando o galã juvenil… Tudo bem, tem um livro infantil lá em casa onde os mocinhos matam a bruxa e a decapitam, e ainda fazem uma sopa com a cabeça da coitada.  Há algo de mitológico nessas histórias. Nos mitos, bem, as coisas não seguem um código moral que possamos reconhecer de cara. E certamente não é o nosso.

Mas ainda assim: era mesmo preciso fazer personagens como a Sininho (e inúmeras outras) tão gostosas? Tão desejáveis? Há algo a se pensar aí. Fico lembrando que é muito fácil encontrar hqs piratas cujo o tema é o sexo explícito entre personagens de desenhos animados. Estão online (se você quer encontrar alguma, olhe aqui). Não sei se é porque os desenhos carregam alguma mensagem erótica e depois, adultos se interessam pelo sexo dos personagens, ou se é algo intrínseco à narrativa desse tipo de história que haja alguma malícia (o que faria dos desenhos algo naturalmente sexualizável).

Sei que aqui nessas férias chuvosas do sul de Minas, vendo 655 dvds com os meninos, fiquei incomodado com um deles e não sabia bem porque. Depois me dei conta que foi um espanto parecido com o dos produtores do Simpsons: o desenho que eu via me parecia sexualizado demais:

Várias imagens  com essas roupas mega-colantes:

Muitas posições estranhas!

e outras e mais outras e ainda muitas.

O desenho em questão é o “monstros e alienígenas”, da DreamWorks Animation, mas poderia ser quase qualquer um dos desenhos produzidos nos EUA (desde a Branca de Neve até este, recente). Sinto algo estranho com essas imagens, e você?

Anúncios

2 comentários em “Desenhos animados e suas malícias

  1. É inegavelmente verdade que ocorre, nos interstícios das formas de comunicação, várias amostras desse tipo de diálogo oculto e ambíguo da sociedade, tal como um segredo de polichinelo inconsciente. Haha, mas são inúmeras as referências que se tem disso… desde hqs da turma da mônica, produções da Disney até propagandas comerciais…

    Não é um fenômeno nada antinatural. Na realidade, é até visível demais. O assunto é vastamente interessante, na medida em que reflete nós mesmos, embora muitos não aceitem; então, caso queira ver algumas palavras de um quadrinista respeitado que se dedicou a ele com algum cuidado, aí estão os links:

    http://www.mania.com/comicscape-april-12-2006_article_50999.html
    http://www.mania.com/comicscape-april-19-2006_article_51044.html
    http://www.morphizm.com/recommends/interviews/moore_lost.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s